(67) 99869-0605
quinta, 30 de maio de 2024
quarta, 11 de setembro de 2013 - 09:10

Brasil é o 24º país mais feliz do mundo, aponta relatório

A Organização das Nações Unidas (ONU) lançou na segunda-feira, 9 de setembro, o Relatório sobre a Felicidade Mundial 2013 (World Happiness Report). Dos 156 países analisados, o documento apontou Dinamarca, Noruega, Suíça, Holanda e Suécia como os TOP 5 do ranking - todos são europeus. O Brasil aparece na 24° posição.

Cada vez mais os líderes mundiais estão falando sobre a importância do bem-estar como um guia para seus países e para o mundo” Jeffrey Sachs, revisor do relatório. 

Para a ONU, medidas para alcançar o bem-estar populacional podem ser utilizadas de forma eficaz para avaliar o progresso das nações. "Cada vez mais os líderes mundiais estão falando sobre a importância do bem-estar como um guia para seus países e para o mundo todo. O documento oferece evidências que a medição e análise sistemática da felicidade podem nos ensinar muito sobre as formas de melhorar o bem-estar e desenvolvimento sustentável do mundo", pontua o revisor do relatório, o professor Jeffrey Sachs.

De acordo com o relatório, em uma escala que vai de zero a dez, em mais de 150 países entrevistados no período de 2010/12, a pontuação média ponderada pela população é de 5,1 de felicidade. Os fatores incluem: o PIB real per capita, expectativa de vida saudável, ter alguém com quem contar, liberdade percebida ao fazer escolhas de vida, a corrupção e a generosidade.

Os pesquisadores chegaram a conclusão que os países mais industrializados diminuíram os seus índices de felicidade, prova disso é que os números apontam aumento do bem-estar na África Subsaariana e na América Latina, enquanto que os Estados Unidos, por exemplo, aparecem em 17° lugar no ranking.

Lideranças

Ainda segundo o relatório, os líderes políticos devem atentar-se aos índices que afetam a felicidade. Os principais efeitos colaterais benéficos da felicidade são: pessoas felizes vivem mais, são mais produtivas, ganham mais, e também são melhores cidadãos.

A ONU alerta que os governos do mundo inteiro devem medir o bem-estar da população. O documento também explica o raciocínio por trás de suas novas diretrizes de padrão internacional para medir a felicidade.
Veja Também
Comentários