+55 (67) 3546.2571
terça, 18 de maio de 2021
sábado, 3 de novembro de 2012 - 09:23

Casal mata filha de 16 anos com ácido para "defender a honra" na Caxemira

Um casal muçulmano confessou à polícia que matou a filha de 16 anos ao despejar ácido em seu rosto e corpo, após pegá-la conversando com um garoto. O assassinato aconteceu na pequena cidade de Kotli, na região da Caxemira administrada pelo Paquistão.

De acordo com o depoimento prestado às autoridades, o casal cometeu o crime para defender a honra da família.

Infelizmente esse tipo de relato não é incomum nessa região. Segundo a Comissão para Direitos Humanos no Paquistão, 943 mulheres foram mortas em situações semelhantes em 2011. Em 2010, foram 843 vítimas.

Ativistas afirmam que o número atual é muito maior, já que muitos casos não são divulgados.

O caso teria sido denunciado pela irmã mais velha da vítima. "Houve queimadura de terceiro grau em seu couro cabeludo, rosto, olhos, nariz, os dois braços e parte das pernas. Até o sua caixa craniana ficou exposta", disse Mohammad Jahangir, médico do hospital da vila, acrescentando que a mãe inicialmente contou que a filha tentou cometer suicídio. O casal permanece preso.

Em uma entrevista à rede BBC, o chefe de polícia da cidade, Raja Tahir Ayub, contou que o pai suspeitou da conduta da filha, levou-a para dentro de casa e despejou ácido em seu rosto e depois no resto do corpo com a ajuda de sua esposa.

Em março, o governo do Paquistão havia aprovado uma lei que elevava a senteça para casos de ataques com ácido para prisão perpétua.

Veja Também
Comentários
Imagem da semanaSinted pede aulas remotas e vacinação dos profissionais da educaçãoTodas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
17min32max
AnaurilândiaSol com algumas nuvens. Não chove.
19min32max
Campo GrandeSol com algumas nuvens. Não chove.
17min30max
DouradosSol com algumas nuvens. Não chove.
18min32max
Três LagoasSol com algumas nuvens. Não chove.