(67) 99869-0605
quinta, 18 de abril de 2024
sexta, 25 de maio de 2018 - 14:40

Com água e comida doadas por empresários, bloqueios continuam

Representante de lojas de materiais de construção pediu apoio de demais empresários da cidade para fechar o comércio

Caminhoneiros há cinco dias parados no bloqueio do Trevo da Bandeira, no entroncamento das rodovias BR-163 e BR-463, em Dourados, a 233 km de Campo Grande, estão recebendo apoio de comerciantes da cidade. Água e alimentos são doados diariamente para os manifestantes, que fazem café e almoço embaixo da tenda montada no local.

Nesta manhã, com apoio de moradores, os caminhoneiros se concentraram no trevo e decidiram que vão manter o bloqueio.

Cláudio Gaiofatto, presidente da Acomac (Associação dos Comerciantes de Materiais de Construção), pediu apoio dos demais empresários da cidade para fechar o comércio local em solidariedade aos caminhoneiros.

“Desde o início a Acomac está apoiando a manifestação com estrutura, com água e alimentação porque essa é uma luta legítima e não é só deles, é de todo o povo brasileiro. As lojas de materiais de construção são solidárias, nossos caminhões estão parados por aqui”, afirmou o empresário ao Campo Grande News.

Gaiofatto “convocou” entidades como Aced (Associação Empresarial de Dourados), CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) e Sindicato Rural a ingressarem na mobilização.

“Estamos propondo que as demais lojas a fechem as portas porque esse é um protesto de todos contra o roubo. Os postos já não têm combustíveis, já está começando a faltar gás. Vamos fechar logo as lojas porque o comércio vai parar de qualquer forma. Aqui não tem raça, não tem religião, não tem partido, tem o povo que não aguenta mais”, afirmou o comerciante.



Fonte: Campo Grande News
Veja Também
Comentários