(67) 99869-0605
sexta, 21 de junho de 2024
segunda, 29 de outubro de 2012 - 17:35

Em Campo Grande, o privilégio de escolher os vizinhos

Sair e deixar a casa aberta e sem preocupação, não é para qualquer um. Uma vantagem de quem consegue escolher os vizinhos, o que também não é para qualquer um. O privilégio em Campo Grande é de cinco amigos que decidiram comprar um grande terreno e formar um condomínio particular.

Mas a história é bem mais difícil de ocorrer, porque depende também de uma amizade que parece ser para a vida toda. Eles se conheceram ainda estudantes e depois de tanto tempo de convivência perceberam que poderiam sobreviver como bons vizinhos.

Cada um pagou 12 mil reais pelo terreno, parcelado em 12 vezes. Em 2002 começaram a construção e 3 anos depois iniciaram a mudança.

“A ideia era de quando estivessemos velhos cuidaríamos um do outro”, conta a fotógrafa Vânia Jucá, uma das moradoras do Condomínio “Sem Domínio”.

A vizinha, Elis Regina, lembra que, como as melhores ideias, tudo começou em uma mesa de bar. “Tínhamos uma amiga que vivia de forma parecida em Corumbá, e decidimos fazer o mesmo. Nos domingos, por exemplo, nos reunimos para almoçar juntos, cada um leva uma coisa”.

Um entra na casa do outro sem nenhum problema, todo mundo tem a chave e assim dá para ir ao vizinho, pegar um café, um ovo e depois avisar.

“Aqui, além de vizinhos somos parceiros, um quebra o galho do outro. Se um sai e deixa a janela aberta e vai chover, vou lá e fecho”, diz Vânia.

A parceria é tanta que até a faxineira é dividida, é a mesma nas cinco casas do condomínio.

Veja Também
Comentários