(67) 99869-0605
domingo, 26 de maio de 2024
Governo Mato Grosso do Sul | sábado, 4 de maio de 2024 - 09:37

Flor Solar: Governo inaugura mini usina fotovoltaica dentro do Parque das Nações Indígenas

O governador Eduardo Riedel participou da inauguração da mini usina fotovoltaica "Flor Solar", que foi instalada dentro do Parque das Nações Indígenas, em Campo Grande.
Fotos: Saul Schramm

Para incentivar a produção de energia limpa, o governador Eduardo Riedel participou da inauguração da mini usina fotovoltaica “Flor Solar”, que foi instalada dentro do Parque das Nações Indígenas, em Campo Grande. A escultura faz parte de uma parceria entre Energisa, Agems (Agência de Regulação de Serviços Públicos de MS) e Governo do Estado.

A estrutura metálica tem mais de 5 metros de altura, com um design e tecnologia sustentável. Ela gera até 400 kw/h, sendo responsável pela energia ao redor da escultura, que conta com quatro quiosques a céu aberto com bancos, tomadas e espaço para carregar aparelhos eletrônicos.

           

“É uma entrega simbólica, não pelo valor do investimento, mas pelo que representa. O Governo do Estado apoia e incentiva a energia limpa. Temos grandes projetos de sucesso como as mais de três mil famílias de indígenas e ribeirinhos que foram beneficiadas com o Ilumina Pantanal”, citou o governador.

Riedel destacou que é importante construir projetos e iniciativas que representem um futuro sustentável. “Mato Grosso do Sul pensa em ações para o futuro e já está construindo projetos agora no Estado. Que este seja mais um marco, um monumento simbólico neste caminho”, completou.

Governador ao lado da estudante Taila, que foi prestigiar a inauguração

Tecnologia sustentável

A Flor Solar trata-se de um projeto de inovação, que dispõe de um monumento com pétalas equipadas de painéis solares, capazes de acompanhar os diferentes ângulos de incidência solar ao longo do dia. Ela abre e fecha devido ao sistema integrado e inteligente de geração fotovoltaica.

“Este projeto só saiu porque é uma soma de esforços, uma parceria que deu certo. Um presente da Energisa para Campo Grande e Mato Grosso do Sul. A ideia surgiu na Agems e depois nós conversamos sobre a possibilidade de trazer ao Estado. Foi então que definimos a instalação aqui no Parque das Nações Indígenas, para ser uma atração para população”, disse o diretor-presidente da Energisa, Marcelo Vinhaes.

        

O projeto é assinado pela arquiteta Vivian Breier, que teve como foco a utilização de materiais sustentáveis e um paisagismo que levou em consideração a fauna do Parque das Nações. O espaço além de incentivar a energia limpa, também será mais uma atração no local.

“Política pública se faz com trabalho conjunto. Na Agems sempre digo que devemos sonhar com inovações, fazer diferente para promover transformações, como a construção deste monumento. No Estado o governador sempre busca a transformação, projetando Mato Grosso do Sul para o futuro”, descreveu o diretor-presidente da Agems, Carlos Alberto Assis.

Também participaram do evento os deputados federais Beto Pereira, Geraldo Resende e Vander Loubet, além do secretário Jaime Verruck (Semadesc).

    



Fonte: Leonardo Rocha, Comunicação do Governo de MS
Veja Também
Comentários