(67) 99869-0605
sábado, 20 de abril de 2024
terça, 8 de maio de 2018 - 09:50

Guardas são alvo de sindicância por suspeita de dar maconha a jovens

Os três servidores ainda serão investigados pela DPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente).

Três Guardas Municipais de Anhanduí – a 58 quilômetros da Capital-, são suspeitos de terem dado bebida alcoólica, drogas e ainda terem tido relações sexuais com duas adolescentes, de 14 anos, no último dia 23 de março, em uma chácara nas proximidades do distrito.

O fato chegou ao conhecimento da DPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente) nesta segunda-feira (07) e também será apurado pela corregedoria da Guarda Municipal. 

Conforme o registro da ocorrência, os três servidores de 27,30 e 40 anos, teriam encontrado as meninas que são primas, durante um evento em um campo de futebol pelo distrito. A situação teria sido presenciada por um outro guarda que ainda teria visto o momento em que um deles, pegou porções de maconha que havia esquecido dentro do porta luvas da viatura oficial.

Os homens estariam vestidos com a camiseta da Guarda Municipal e tanto uma camionete usado no transporte, quanto à chácara para onde foram, seriam de um dos envolvidos. Depois do ocorrido, no último dia 10, as duas meninas teriam abordado uma das viaturas da guarda e pedido carona.

Na ocasião, elas justificarão o pedido dizendo que “os outros guardas dão carona para gente. A gente até manuseou a arma de vocês. Aquela pistola, o revólver e aquela arma maior”, conforme o boletim. Diante da situação um dos guardas pediu mais detalhes do ocorrido e teria gravado um vídeo com o relato das adolescentes, descrevendo o que teriam feito com os outros três suspeitos. 

O vídeo também foi entregue a polícia e conforme apurado pela reportagem, nele, as meninas não só confirmam que teriam bebido e usado maconha com os três guardas, como também tido relações sexuais com eles. Quando souberam do vídeo, os três suspeitos ainda teriam ameaçado o colega de profissão, caso ele divulgasse a história. 

Guarda Municipal

Informado pela reportagem, via assessoria de imprensa da Guarda Municipal, o Secretário Especial de Segurança e Defesa Social, Valério Azambuja, adiantou que será aberto um processo administrativo para apuração dos fatos.



Fonte: Campo Grande News
Veja Também
Comentários