(67) 99869-0605
quinta, 18 de abril de 2024
quinta, 10 de maio de 2018 - 15:15

Marquinhos veta implantação de terceiro turno nas unidades básicas de saúde

Projeto tinha como objetivo agilizar atendimento aos pacientes de baixo risco

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) vetou totalmente o projeto de lei aprovado pelos vereadores que instituía o terceiro turno de funcionamento nas UBS (Unidades Básicas de Saúde) e nas UBFS (Unidades de Saúde da Família).

Como esses postos atendem normalmente por agendamento e não recebem casos de urgência e emergência como as UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) e CRS (Centros Regionais de Saúde), eles funcionam das 7h às 11h e das 13h às 17h.

Ao justificar a decisão, em mensagem publicada nesta quinta-feira (10) no Diário Oficial do Município, Trad afirmou que o Legislativo invadiu uma competência do Executivo relacionada à “organização dos serviços municipais e sua estruturação, bem como de seus órgãos”.

“Embora reconhecendo o nobre desígnio que certamente motivou a apresentação do projeto, a medida não reúne as condições imprescindíveis à sua conversão em lei, impondo-se, em consequência, o seu veto total”, afirmou Marquinhos.

A ideia do terceiro turno nos postos foi propostas pelos vereadores André Salineiro (PSDB) e vereadora Enfermeira Cida Amaral (PODE). Com isso, as UBS e UBSF passariam a funcionar também das 19h às 22h para atender pacientes de baixo risco, que na classificação dos enfermeiros recebem a cor azul.

O objetivo desse projeto, entre outras coisas, era desafogar a rede e reduzir o tempo de espera de quem normalmente tem que esperar na fila todos os pacientes mais graves serem atendidos primeiro.



Fonte: Campo Grande News
Veja Também
Comentários