(67) 99869-0605
sexta, 21 de junho de 2024
transparencia | quinta, 4 de fevereiro de 2016 - 09:00

Semed vira alvo de investigação por contrato irregular e emergencial

Informações são do Diário Oficial do MPE

A Semed (Secretaria Municipal de Educação) de Campo Grande virou alvo de inquérito civil público, conforme Diário Oficial do MPE (Ministério Público Estadual) desta quinta-feira (4). Até então a questão era tratada em procedimento preparatório. O objetivo é apurar possível irregularidade em processo licitatório, além de contratação emergencial.

Conforme texto assinado pelo promotor de Justiça Henrique Franco Cândia o intuito é “apurar eventual ato de improbidade administrativa em irregularidades em licitações e contratos da Secretaria Municipal de Educação, tais como suposto direcionamento de cartas convite, compras diretas e contratos emergenciais”.

Somente neste mandato a pasta teve cinco líderes. Na primeira fase da gestão de Alcides Bernal (PP), o atual vereador José Chadid era secretário de Educação. Após cassação, o vice-prefeito da Capital, Gilmar Olarte (PP), assumiu o comando da cidade e nomeou a educadora Ângela Brito que ficou de março a maio no cargo.

O então secretário de Administração do pastor, Wilson do Prado, assumiu interinamente a Educação e depois de meses passou o bastão para Marcelo Salomão. Com a volta de Bernal em agosto do ano passado, Leila Machado se tornou secretária de Educação. Vale ressaltar que em 2013 ela ficou à frente Funesp (Fundação Municipal de Esporte).



Fonte: midiamax
Veja Também
Comentários