(67) 99869-0605
sábado, 24 de fevereiro de 2024
Governo do Estado | sexta, 4 de agosto de 2023 - 20:57

Confira: pacote do Governo de MS reduz impostos e taxas para diversos setores

Comunicação Governo de MS Foto: Saul SchrammComunicação Governo de MS Foto: Saul Schramm

Diminuição de impostos não é algo que se ouve todo dia, mas o Governo de Mato Grosso do Sul lançou no dia 5 de maio um pacote de redução e isenção de tributos em diversos setores. Até mesmo a erva-mate entrou nessa lista, deixando mais barato preparar o tereré, bebida que faz parte da cultura de Mato Grosso do Sul.

São desonerações em diversos setores, impactando pequenos e médios empresários e o dia a dia da população, dentro do conceito de um estado inclusivo, verde e próspero. Vinagre, farinha de mandioca, farinha de milho e fubá, sabonete e a erva-mate passam a fazer parte dos itens da cesta básica com redução da carga tributária de ICMS, se igualando a arroz e feijão.

A redução é de 58%. Além disso, estão isentos de ICMS os produtos da hortifruticultura para a merenda escolar de associações de produtores rurais.

As medidas anunciadas pelo governador Eduardo Riedel devem movimentar a economia, gerar empregos e criar oportunidades. A estimativa é que o programa conceda cerca de R$ 150 milhões em desonerações no período de um ano. O pacote atinge 28.340 estabelecimentos, 10 mil produtores rurais e 7 mil veículos convertidos a GNV.

Dentro também da concepção de um estado verde, a gestão estadual reduziu a base de cálculo do ICMS do Gás Natural Veicular, de 17% para 12%, e isentou o IPVA de veículos leves e de carga movidos a GNV. A medida atinge 7 mil veículos. Além disso, como forma de incentivo a reciclagem e proteção ao meio ambiente, isentou o ICMS no retorno de produtos eletrônicos usados.

Outras ações anunciadas pelo governador Eduardo Riedel são

- Ampliação da faixa de isenção do ITCD (o imposto sobre herança) para bens doados ou transmitidos de R$ 50 mil para R$ 100 mil por herdeiro;

- Isenção de ICMS para empresas do Simples Nacional com faturamento de até R$ 360 mil por ano; 

- Prorrogação por 1 ano dos benefícios concedidos para bares, restaurantes e similares (isenção e redução da base de cálculo de ICMS) por conta dos impactos da pandemia; 

- Isenção de taxas relativas a qualquer tipo e emissão, cancelamento, escrituração e retificação de documentos fiscais;

- Cadastro único para produtor rural ou unificação de inscrições estaduais; 

- Controle automático de veículos de carga na fiscalização do ICMS;

- Novo portal e-Fazenda; 

- Simplificação de obrigações acessórias e diferimento para apicultores; 

- Outras iniciativas voltadas aos atacadistas, indústria local de produtos alimentícios e proprietários de imóveis do programa ‘Minha Casa Minha Vida’

Comunicação Governo de MS
Foto: Saul Schramm



Fonte: nrodrigues
Veja Também
Comentários