(67) 99869-0605
domingo, 26 de maio de 2024
ALEMS | sexta, 10 de maio de 2024 - 14:53

Tragédia no RS: Deputados sugerem ações para alocação e envio de recursos ao Estado

Tragédia no Rio Grande do Sul mobilizou os parlamentares da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS)
O deputado Junior Mochi iniciou o debate sobre a tragédia no Rio Grande do Sul nesta quinta-feiraO deputado Junior Mochi iniciou o debate sobre a tragédia no Rio Grande do Sul nesta quinta-feira / Foto: Divulgação

Junior Mochi defendeu união entre Poderes

 

Novamente debatida durante a sessão plenária, a tragédia no Rio Grande do Sul mobilizou os parlamentares da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS), nesta manhã de quinta-feira (9).

O deputado Junior Mochi (MDB) sugeriu o uso de recursos para ajuda ao Estado. “Recebi agora um vídeo de um diálogo entre o Governador de Mato Grosso e o de Rio Grande do Sul, onde é feita uma doação ao Rio Grande do Sul, em projeto aprovado pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso, de R$ 50 milhões em favor das vítimas, com o compromisso de o Governo abrir uma conta específica para o recebimento desta quantia, e fazer a prestação de contas. Devemos unir os Poderes constituídos e instituições para, em um ato conjunto do Estado, levar os recursos específicos para atender à população riograndense", ressaltou. 

O deputado Zeca do PT (PT) completou a fala do deputado Junior Mochi. “Concluindo a fala do deputado Mochi, esse recurso que o Mato Grosso enviou para o Rigo Grande do Sul, com o objetivo de socorrer e proteger o povo das enchentes, tem origem no Fundo semelhante ao nosso Fundersul. E eu me permito com todo o carinho e respeito sugerir o uso do Fundersul para contribuir na recuperação da infra-estutura do Rio Grande do Sul”, detalhou.

O deputado e 2º secretário da Casa de Leis, Pedro Kemp (PT) também ressaltou a segunda tragédia, a fake news que acontece em meio à catástrofe. “Registro da desfaçatez, cara-de-pau, maldade de algumas pessoas que se utilizam dessa tragédia para fazer fake news. Políticos e empresários divulgam em suas redes sociais, que carretas com alimentos, aguas e outros materiais estão sendo multados e acusam o Governo Federal por uma ação que não existe, essas pessoas tem que ser processadas por essas mentiras que elas espalham nas redes sociais”, disse.

O deputado Zé Teixeira (PSDB), 2º vice-presidente da ALEMS, lembrou da forma como é recolhido o imposto nos municípios. “Nós estamos em maio, mês que temos que entregar o imposto de renda e todo o Estado recolhe, em vez de ser no Imposto de Renda, recolhe no fundo, e há município que quem destina é quem paga ao prefeito, e outros o Ministério Público, nesse momento de tragédia, sugeri à ministra Tereza Cristina a apresentação de um projeto de lei ainda esse ano que possa favorecer a alocação de um recurso substancial para recolher em favor do Rio Grande do Sul”, explicou.

Renato Câmara também fez sugestões para reunir recursos  

 

O deputado Renato Câmara (MDB) sugeriu que fosse utilizado também o duodécimo devolvido pela Casa de Leis. "Vou sugerir que os recursos das devoluções que esta Casa faz ao Governo do Estado, possa integrar essas ações a serem feitas urgentemente no Rio Grande do Sul", definiu o vice-presidente da ALEMS. 



Fonte: Christiane Mesquita - ALEMS
Veja Também
Comentários