(67) 99869-0605
sexta, 24 de maio de 2024
quarta, 4 de setembro de 2013 - 16:15

Vacina contra catapora passa a ser oferecida amanhã por unidades de saúde de Campo Grande

As unidades de saúde de Campo Grande passam a oferecer a partir desta quinta-feira (12) 1.200 doses da vacina contra a catapora (varicela). A imunização será feita em crianças de 15 meses que já tenham tomado a primeira dose da tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola)

Nomeada de tetra viral, a vacina contra a catapora é um atualização da triplica viral. De acordo com o Ministério da Saúde, até hoje, a imunização gratuita contra a doença era feita apenas em casos de surto. Uma dose na rede particular de saúde custa, em média, R$ 150. A vacina foi incluída no PNI (Programa Nacional de Imunização) neste ano.

Em 2012, a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) notificou 3.079 casos de catapora e, em 2013, até o início de setembro 739 caso já tinham sido registrados na Capital. A meta de vacinação da tetra viral é de 95% das crianças com 15 meses.

Com a inclusão da vacina, o Ministério da Saúde estima uma redução de 80% das hospitalizações por varicela (catapora) no Brasil. A introdução da vacina no calendário de imunização visa também reduzir o número de injeções em um mesmo momento, além de buscar uma melhor adesão à prevenção.

A catapora é uma doença aguda e altamente contagiosa, caracterizada pelo surgimento de lesões cutâneas polimorfas podendo ser acompanhada de febre moderada e outros sintomas sistêmicos leves. Ela pode surgir durante todo o ano, com picos de incidência nos meses de agosto a novembro.A transmissão acontece por contato direto com o paciente infectado.

A maioria dos casos de varicela é de doença leve, benigna, embora possam ocorrer complicações levando à hospitalização e, mais raramente, óbito ou sequelas neurológicas permanentes.

Conforme o Ministério da Saúde, por ano cerca de 11 mil pessoas são internadas pela doença. A nova vacina poderá evitar mais de 160 mortes a cada ano no País.

Veja Também
Comentários