(67) 99869-0605
segunda, 17 de junho de 2024
policia | sexta, 5 de fevereiro de 2016 - 09:10

Adolescente é flagrada em casa de prostituição na Capital e responsável é presa

O prostíbulo foi fechado pela Polícia Civil

Na tarde de quinta-feira (4), a Polícia Civil de Campo Grande, por meio da Deops (Delegacia Especializada de Ordem Política e Social), fechou o estabelecimento “Casa Vip”, localizado na Vila Olinda, região sul da Capital. O local, apontado pela polícia como casa de prostituição, era comandado por uma mulher de 27 anos, que foi presa, por ter como 'funcionária' uma adolescente de 17 anos.

De acordo com a Polícia Civil, foram colhidos elementos de prova, que permitiram concluir que a Casa Vip era utilizada por Flávia Cordeiro Silva, de 27 anos, como uma casa de prostituição. Durante a ação da Deops, uma adolescente de 17 anos foi identificada como uma das garotas que faziam programas sexuais no local nos quartos do imóvel. Os pagamentos, segundo a polícia, oscilavam entre R$ 150 e R$ 250.

Parte do dinheiro era entregue para Flávia, gestora e responsável pelo empreendimento, de acordo com a Polícia Civil. Ela foi presa em flagrante e responderá por submeter, induzir ou atrair à prostituição ou outra forma de exploração sexual alguém menor de 18 anos ou que, por enfermidade ou deficiência mental, não tem o necessário discernimento para a prática do ato, facilitá-la, impedir ou dificultar que a abandone.

Além disso, Flávia também responderá pelo artigo 229 do Código Penal, “manter, por conta própria ou de terceiro, estabelecimento em que ocorra exploração sexual, haja, ou não, intuito de lucro ou mediação direta do proprietário ou gerente”.

A adolescente prestou declarações à polícia e foi entregue ao Conselho Tutelar. O estabelecimento foi fechado pela Deops e a mulher de 27 anos permanece presa, já que os crimes cometidos são inafiançáveis.



Fonte: midiamax
Comentários