(67) 99869-0605
sábado, 13 de julho de 2024
policia | quinta, 4 de fevereiro de 2016 - 11:05

Grávida tem convulsões e morre uma semana antes de data prevista para dar à luz

O bebê sobreviveu

Na madrugada desta quinta-feira (4), Rosangela Alves da Cunha, de 35 anos, faleceu após ter crise convulsiva e ser diagnosticada com pressão alta. Ela estava grávida do segundo filho, que teve o nascimento antecipado uma semana e está na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Rosa Pedrossian.

De acordo com o boletim de ocorrência, registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro, a mulher mantinha união estável com homem de 30 anos, há 9 anos. Neste período, o casal teve um filho de três anos, sem complicações durante a gravidez, e a mulher estava grávida da segunda criança, que tinha nascimento previsto para o dia 11 de fevereiro.

Consta no registro policial, feito pelo marido da vítima, que na madrugada desta quinta-feira, por volta das 3 horas, a mulher foi levada até a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Coronel Antonino, onde foi constatado que ela estava com a pressão alta. Segundo o homem de 30 anos, como a farmácia do posto estava fechado, ele voltou para casa sem o medicamento prescrito.

Segundo a polícia, por volta das 4 horas, a mulher teve convulsões em casa e passou mal. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado e fez manobras de RCP (Reanimação Cardiorrespiratória), mas sem sucesso. Foi feito o parto da criança, que foi encaminhada para a UTI do Hospital Regional.

Foi constatado óbito da vítima às 4h15, pelo médico responsável pela equipe do Samu. O caso foi registrado na delegacia como morte a esclarecer e deve ser investigado pela Polícia Civil.



Fonte: midiamax
Comentários