(67) 99869-0605
domingo, 26 de maio de 2024
quarta, 11 de setembro de 2013 - 17:10

Inadimplência atinge o menor índice

Pelo terceiro mês consecutivo, diminuiu no país o número de dívidas em atraso, segundo o levantamento feito com base no Indicador Serasa Experian de Inadimplência do Consumidor. Em agosto, a taxa teve queda de 5,5% sobre julho e de 10% na comparação com igual período do ano passado. Foi a menor variação para um mês de agosto desde 2004.

No acumulado de janeiro a agosto, o índice ainda apresenta alta, alcançando 2,2%. No entanto, a variação é menor do que a registrada em julho, quando ocorreu aumento de 4% até aquele mês. A principal queda em agosto foi com relação a dívidas com os bancos (-5,4%), o que levou a uma contribuição negativa de 2,5 pontos percentuais.

As dívidas não bancárias (que inclui cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços como telefonia e fornecimento de energia elétrica, água etc.) tiveram diminuição de 4,4%, e os cheques sem fundo, recuo de 13,4%. O número de títulos protestados cresceu 2,1%, mas sem provocar reflexos no resultado do indicador de inadimplência.

A pesquisa aponta ainda que o valor médio da dívida não bancária caiu 5,9%,de janeiro a agosto, totalizando R$ 321,50, ante R$ 341,72 no mesmo período de 2012. No caso dos títulos protestados, houve diminuição de 4,1%, com o valor médio passando de R$ 1.442,74 para R$ 1.382,87. Já as dívidas com os bancos aumentaram 3,7% (de R$ 1.298,18 para R$ 1.346,05), e os cheques sem fundo 9,9% (de R$ 1.486,95 para R$ 1.634,08), em valores médios.



Compartilhe
Share on twitterShare on facebookShare on orkutShare on email
Versão para impressão
Veja Também
Comentários