(67) 99869-0605
segunda, 17 de junho de 2024
politica | quarta, 3 de fevereiro de 2016 - 17:15

Alegando 'armação', Delcídio pede anulação de áudio que o levou à prisão

Solicitação está no STF ainda sem resposta

A assessoria do senador Delcídio do Amaral (PT) confirmou que os advogados do petista entregaram na manhã desta terça-feira (2) defesa ao STF (Supremo Tribunal Federal). O pedido é de que a gravação que levou o parlamentar à prisão no dia 25 de novembro do ano passado seja anulada, sob argumentação de que tudo seria armação do filho do ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró e de que não havia ordem judicial para agir de tal forma.


No áudio, captado por Bernardo Cerveró, o sul-mato-grossense pede que o pai do rapaz, que também está preso, não o cite em delação premiada ou depoimento em troca de 'mesada' de R$ 50 mil por mês. Ele chegou a sugerir rota de fuga pelo Paraguai. Desta forma, depois que a gravação veio à tona, o próprio STF decretou a prisão do senador atendendo pedido da PGR (Procuradoria-Geral da República.

No mesmo dia em que foi encarcerado o Senado decidiu por maioria de votos dar manutenção à prisão. Os advogados do petista dizem que a intenção jamais foi obstruir a Operação Lava Jato e que Bernardo agiu como 'agente infiltrado' ao gravar conversa entre eles sem autorização judicial.

Consequência - A Comissão de Ética do Senado abriu procedimento para apurar se houve quebra de decoro, fato que pode resultar em cassação do mandato de Delcídio. Além disso, o petista terá que apresentar defesa à executiva nacional do partido que o suspendeu por 60 dias à época em que a prisão ocorreu.



Fonte: midiamax
Veja Também
Comentários