(67) 99869-0605
segunda, 17 de junho de 2024
politica | terça, 2 de fevereiro de 2016 - 15:40

'Nanicos' viram artigos de luxo entre partidos grandes na Assembleia

Formação de blocos depende deles

PR, PDT e o declarados independentes serão cobiçados nos próximos dias na Assembleia Legislativa. Segundo o presidente da Casa de Leis, Junior Mochi (PMDB), o parlamento será composto por dois blocões, um liderado pelo PMDB outro pelo PSDB. Mas, para isso, cabe a cada sigla conquistar de três a quatro nomes para completar a lista.

Para formar bloco é necessário ter oito deputados. O PMDB tem bancada com seis e o PSDB com cinco. “Se tiver menos de oito a intenção, por exemplo, em tese, é o PMDB já com seis trazer dois independentes e PDT ou PR para completar 10. O PSDB tem cinco, então vai trazer três independentes mais o PR ou PDT para também completar 10.

O PT, por sua vez, segue a linha do bloco do eu sozinho com os quatro próprios integrantes. Sendo assim, a Casa de Leis terá quatro líderes, um de cada blocão, outro do bloquinho e a liderança do governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB). Para compor as Comissões Permanentes cada grupo grande vai indicar dois integrantes, o PT fica com a quinta vaga.

Mochi explicou que a intenção é formar todas as comissões até o final deste mês para que comecem os encaminhamentos. A dinâmica será diferente em 2016, pois cada pasta terá mais responsabilidade sob o Orçamento.

Antes de passar pela Comissão de Justiça a aprovação dos valores passará antes pelo crivo da comissão correspondente. Além disso, cada uma ficará responsável por debater temas das respectivas áreas com realização de audiências públicas.  



Fonte: midiamax
Veja Também
Comentários