(67) 99869-0605
sexta, 21 de junho de 2024
Politica | quarta, 3 de fevereiro de 2016 - 09:50

PSDB assedia dupla de deputado e pode reduzir PMDB na Assembleia

Tucanos estão de olho em Campo Grande e Dourados

O PSDB pode anunciar nos próximos dias a filiação de mais dois deputados e ficar com a maior bancada na Assembleia Legislativa. Com a possibilidade de abertura de janela, sem risco de perder mandato, o partido pode saltar de cinco para sete deputados, ultrapassando o PMDB, que hoje tem seis e pode cair para quatro.


O PMDB perderá Marquinhos Trad (PMDB), que irá para o PSD, mas também pode somar outra perda: do deputado Maurício Picarelli (PMDB). O deputado foi convidado pelo PSDB e pode se mudar para o PSDB junto com a esposa, vereadora Magali Picarelli (PMDB).

O PSDB fez outros convites, mas o mais certo é que receba o deputado Barbosinha (PSB), pré-candidato a prefeito de Dourados. A filiação de Barbosinha resolve parte do problema do PSDB em Dourados. Com Barbosinha no partido, ele evita um concorrente, problemas com Zé Teixeira (DEM), que defende Barbosinha, e pode escolher entre ele ou Marçal Filho (PSDB) para a disputa da eleição.

Felipe Orro (PDT) e Mara Caseiro (PMB) também foram convidados por tucanos, mas ainda não confirmaram troca de partido. Com o governo nas mãos, o PSDB trabalha forte para chegar a maioria e se fortalecer no interior, onde quer eleger o maior número de prefeitos. Além dos deputados, eles pretendem levar aliados espalhados por todo o Estado.

Sem Picarelli e Marquinhos, o PMDB fica com quatro deputados e pode chegar a cinco com a ida de Márcio Fernandes, que já anunciou saída do PTdoB, caso abra-se janela partidária. O partido sofre com a saída de André Puccinelli (PMDB) do governo e a natural migração para o partido que está no governo, tal como já havia acontecido com o PT, quando Zeca saiu e Puccinelli entrou.



Fonte: midiamax
Veja Também
Comentários