+55 (67) 3546.2571
domingo, 11 de abril de 2021
quinta, 1 de novembro de 2012 - 08:45

Campanha terá prevenção a DSTs na cidade

De 26 de novembro a 1º de dezembro (Dia Mundial de Luta contra a AIDS), o Programa Municipal de DST/AIDS e Hepatites Viras irá realizar a Campanha da Semana Nacional de Prevenção às DST (Doenças Sexualmente Transmissíveis). A campanha será realizada em outros municípios do país, seguindo o lema anual do Ministério da Saúde: “Eu vivo com HIV e sei disso. A diferença entre nós é que você pode ter o vírus e não saber”.

De acordo com a psicóloga e coordenadora do CTA (Centro de Testagem e Aconselhamento) do Programa, Susie Donero, as ações da campanha consistirão na orientação a diferentes públicos, distribuição de camisinhas e panfletos, além da realização de testes rápidos para o diagnóstico do vírus HIV, Sífilis e Hepatites B e C.

No dia 26, a campanha se inicia com o trabalho com profissionais do sexo. “Elas serão levadas á uma chácara e lá terão instruções sobre prevenção, receberão o material (panfletos e camisinhas) e poderão fazer a testagem rápida”, explicou Susie.

No dia 27, será feito o mesmo trabalho, só que com funcionários de diferentes indústrias da cidade. “Frequentemente nós já fazemos esse trabalho, visitando indústrias quase que diariamente. Nesse dia pretendemos fazer uma intensificação do trabalho”, ressaltou a coordenadora.

No dia 28 será a vez de os caminhoneiros que ficam na barreira receberem as instruções, os materiais e fazerem a testagem rápida.

No dia 29, o trabalho será no CAPS AD, com a capacitação de profissionais que trabalham com dependentes químicos. “Nós vamos abordar as questões sobre doenças sexualmente transmissíveis nos usuários de drogas, orientando os profissionais que trabalham com esse tipo de população”, detalhou.

No dia 30, o trabalho de informação, distribuição do material e testagem serão feitos com os próprios usuários de drogas, também no CAPS AD.

Em 1º de dezembro, a campanha se encerra com o mesmo tipo de ações sendo feitas na Praça Senador Ramez Tebet. “Com isso, pretendemos alcançar todo o tipo de público. Vai dar trabalho, mas vamos fazer isso porque os casos de DST na cidade têm aumentado”, disse.

Números

Susie revelou os números que apontam o aumento das Doenças Sexualmente Transmissíveis em Três Lagoas. Segundo a coordenadora, somente de AIDS, foram contabilizados 32 casos novos em 2011. Em 2012, somente de janeiro a setembro, já foram contabilizados 29 novos casos.

No caso das doenças sexualmente transmissíveis, com exceção da AIDS já houve um aumento de 25% de janeiro a setembro de 2012, quando comparado com 2011. Susie aponta os motivos desse aumento. “Temos que considerar que houve aumento da testagem, além do fato de ter havido um crescimento populacional significativo”, disse.
Comentários
Imagem da semanaSinted pede aulas remotas e vacinação dos profissionais da educaçãoTodas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
22min37max
AnaurilândiaSol o dia todo sem nuvens no céu. Noite de tempo aberto ainda sem nuvens.
22min33max
Campo GrandeSol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde. À noite o tempo fica aberto.
22min36max
DouradosSol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde. À noite o tempo fica aberto.
23min37max
Três LagoasSol o dia todo sem nuvens no céu. Noite de tempo aberto ainda sem nuvens.